sábado, 3 de abril de 2010

Rodoanel


INVESTIMENTOS NO TRECHO SUL CHEGAM A R$ 5 BILHÕES

Próximo passo será a concessão que viabilizará a construção do Trecho Leste

30/3/2010 - STM/SP
O Trecho Sul do Rodoanel custou R$ 5 bilhões, sendo R$ 3,24 bilhões referentes às obras brutas e o restante, R$ 1,79 bilhão, destinados a compensações ambientais, desapropriações, reassentamentos, interferências, projeto, supervisão, gerenciamento e obras complementares. Os recursos vieram do Governo do Estado de São Paulo (3/4) e do governo federal (1/4). Para viabilizar parte do projeto, o governo estadual usou cerca de R$ 2 bilhões, obtidos com a concessão do Trecho Oeste.

O contrato para a construção foi assinado em abril de 2006. As obras iniciaram em maio de 2007 e duraram cerca de 35 meses, representando 1,75 km construído por mês, um tempo recorde. O próximo passo será a concessão do Trecho Sul, como aconteceu no Oeste. A diferença da nova concessão é que a empresa ganhadora irá construir o Trecho Leste, cujo projeto deve custar cerca de R$ 5 bilhões.

Em relação à geração de empregos, foram 11 mil profissionais, diretamente envolvidos, e mais 30 mil indiretos, mantendo dinâmica a economia do Estado de São Paulo e do Brasil.

Rumo ao Trecho Leste

O próximo trecho do traçado do anel viário, o Leste, já teve aprovado pelo Consema (Conselho Estadual do Meio Ambiente), em 24 de março, o Estudo de Impacto Ambiental (EIA/Rima) para Licença Prévia. Na prática, a licença autoriza a abertura da licitação no que tange às questões ambientais. Além das condicionantes que os técnicos da Secretaria do Meio Ambiente haviam destacado, outras foram incluídas durante as discussões do Consema. Os conselheiros sugeriram um aumento no tamanho da área de compensação ambiental de 540 hectares para 1080 hectares, a presença de integrantes do Consema na fiscalização e o aviso prévio de qualquer mudança no projeto.

O Trecho Leste do Rodoanel terá 43,5 quilômetros e ligará as sete estradas dos trechos Oeste e Sul às rodovias Dutra, Ayrton Senna e Henrique Eroles (SP-66), passando pelos municípios de Ribeirão Pires, Mauá, Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Itaquaquecetuba e Arujá. Com a construção desse trecho, o Rodoanel chegará a 143 quilômetros dos cerca de 170 quilômetros do projeto completo. O prazo de construção será de 36 meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário