terça-feira, 10 de agosto de 2010

Pedágio entra em discussão no Paraná



Mario Stamm defende queda no valor da tarifa
Conversas buscam aprimorar infraestrutura das vias

Ao restabelecer o diálogo com as concessionárias de rodovias, Mario Stamm Junior, secretário dos Transportes, afirmou que “para resolver os gargalos logísticos no Estado, o Governo do Paraná deve manter permanente diálogo com os segmentos envolvidos nos vários modais de transporte”.

Na manhã desta segunda-feira, 9, o governo se reuniu com representantes da ABCR-PR/SC (Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias) com o objetivo de acordar com as concessionárias a duplicação das pistas previstas no contrato.
Atualmente, as empresas respondem por 2.035 quilômetros de rodovias. “O Estado não pode mais conviver com o gargalo da pista simples nos trechos Medianeira-Cascavel e Ponta Grossa-Apucarana”, exemplificou o secretario.
Stamm também ressaltou que defende a redução tarifária, que inclui proposta de remodelagem no sistema de pedágios. Um dos pontos a ser revisto é a TIR (Taxa Interna de Retorno), que na época da assinatura dos contratos estava em 20% e que hoje se encontra em 9%. Segundo ele, a medida beneficiará os principais polos regionais do Paraná.
“Classificamos esse primeiro encontro como muito bom”, avaliou o secretário. “Foi uma conversa profícua, que estabeleceu um novo nível de diálogo entre o poder concedente e as concessionárias”, disse.
A partir de agora um calendário técnico deverá ser definido e seguido nos próximos encontros. Stamm informou que dentro de 30 dias haverá nova reunião com os representantes das concessionárias e com a presença de Marco Antonio Berberi, procurador geral do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário