segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Lançada licitação para duplicação da BR-280 em Santa Catarina

27/10/2010 - DNIT

O projeto prevê ainda a recuperação e restauração do pavimento da pista existente e a construção de viadutos, passarelas e pontes

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado do Ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, anunciou, na manhã desta quarta-feira (27), no Porto de Itajaí, o lançamento do edital de licitação para execução das obras de duplicação da BR-280 em Santa Catarina, entre São Francisco do Sul e Jaraguá do Sul. O empreendimento tem valor previsto de R$ 955 milhões e prazo de execução estimado em três anos.

Para garantir a trafegabilidade e a segurança viária da região, a duplicação dos 74 quilômetros do trecho entre São Francisco do Sul e Jaraguá do Sul, foi dividida em 3 lotes e contemplará os serviços de recuperação e restauração do pavimento da pista existente e a construção de viadutos, passarelas e pontes. Além disso, o projeto prevê também a construção de contornos rodoviários nas travessias urbanas dos dois municípios. Para isso, serão executados dois túneis paralelos no Morro Vieira, em Jaraguá do Sul, com 1 quilômetro de extensão cada.

Com a conclusão da obra, o DNIT espera aumentar a capacidade do transporte de cargas, melhorando sua interação com os sistemas de transporte. A rodovia tem um volume intenso de tráfego, e com a duplicação haverá melhora não só na segurança, mas também na redução do tempo de viagem e na diminuição dos custos de transporte, principalmente pela melhoria do acesso ao Porto de São Francisco do Sul.

Licença Ambiental - Com a licença ambiental prévia concedida pelo Ibama, a obra tem início previsto para fevereiro de 2011. O Estudo de Impacto Ambiental da BR-280 prevê a execução de 15 programas ambientais no período das obras, com o objetivo de mitigar e eliminar os danos provocados pelo empreendimento. De acordo com o roteiro, os programas, que trarão melhorias e benefícios para a região afetada são: Programa de Gestão Ambiental, Proteção a Fauna e flora, Monitoramento da Qualidade de Água, Educação Ambiental para os Trabalhadores da Obra, Comunicação Social, Adequação e Recuperação de Áreas Degradadas, Adequação dos Passivos Ambientais do Meio Socioeconômico, Proteção ao Patrimônio Arqueológico/ Histórico e Cultural, Apoio às Comunidades indígenas e o Programa de Desapropriação.

Resumo dos Lotes:

LOTE 1.1
Subtrecho: Porto de São Francisco do Sul – Entr. BR-101/SC
Segmento: km 0,7 – km 36,7
Extensão: 36 quilômetros

LOTE 2.1
Subtrecho: Entr. BR-101/SC – Entr. SC-108
Segmento: km 36,7 – km 50,8
Extensão: 14,1 quilômetros

LOTE 2.2
Subtrecho: Entr. SC-108 – Jaraguá do Sul
Segmento: km 50,8 – km 74,6
Extensão: 23,8 quilômetros

Assessoria de Imprensa DNIT / SC

Nenhum comentário:

Postar um comentário