terça-feira, 7 de junho de 2011

Clésio Andrade defende criação de dois portos secos em Minas

04/06/2011 - Agência CNT

PODER LEGISLATIVO

Proposta faz parte do documento Fortalecimento de Minas no Cenário Nacional, organizado pelo senador.

O senador Clésio Andrade (PR-MG) trabalha, no Congresso Nacional, para viabilizar a criação de mais dois portos secos em Minas Gerais: um em Governador Valadares e outro em Montes Claros. O objetivo, com isso, é incentivar o desenvolvimento dessas regiões com a ampliação da oferta de empregos e diminuição dos custos de escoamento no estado.

Atualmente, Minas Gerais conta com cinco portos secos ou estações aduaneiras do interior (Eadis): em Juiz de Fora, Varginha, Uberaba, Uberlândia e Betim. Eles favorecem a integração com os portos marítimos do país e estão interligados ao sistema rodoviário, ferroviário e aeroviário. Além de seu papel na carga de transbordo, também pode incluir instalações para armazenamento e consolidação de mercadorias, manutenção de transportadores rodoviários ou ferroviários de carga e de serviços de desalfandegamento.

A criação de portos secos nas cidades de Governador Valadares e de Montes Claros faz parte do conjunto de ações sugeridas pelo documento Fortalecimento de Minas no Cenário Nacional, organizado pelo senador Clésio Andrade e pela base política de apoio do governo federal em Minas Gerais. O documento vem sendo discutido com as principais autoridades do governo desde abril.
Redação CNT

Nenhum comentário:

Postar um comentário