segunda-feira, 13 de junho de 2011

Mato Grosso do Sul e São Paulo ganharão outra ligação rodoviária

13/06/2011 - DNIT, Evandro Alvarenga


O DNIT começa no próximo dia 15 em Três Lagoas/MS as obras da quinta ponte ligando os dois estados.

Separados pelo rio Paraná, os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo têm hoje quatro pontes, sendo uma rodoferroviária e outra exclusivamente ferroviária. Até abril de 2014 contarão com mais uma travessia rodoviária. A nova ligação será iniciada no próximo dia 15 em Três Lagoas/MS.

Trata-se de uma OAE - Obra de Arte Especial, com 1.344 metros de extensão e 6.648 metros de acessos. Em Três Lagoas/MS o trecho de acesso completará o traçado definitivo da BR-262, alterando o caminho que leva à barragem da Usina Hidrelétrica Engenheiro Souza Dias (Jupiá). Do outro lado do rio Paraná, no município de Castilho/SP, uma nova via de acesso será construída da ponte até rodovia estadual SP-300 (Marechal Rondon).

Antes da construção da usina, na década de 1960, a travessia de veículos, cargas e pessoas no local era feita por meio de balsa ou da ponte ferroviária Francisco de Sá, ao lado da estrutura que será construída. Com a usina, o tráfego passou a fluir pela própria barragem. Mas com a expansão da região, nos setores agrícola e industrial e o desenvolvimento urbano, o volume de tráfego no local aumentou consideravelmente.

A nova ponte vai absorver esse trânsito, com duas faixas de tráfego com 3,6m de largura cada uma, além de acostamentos de 2,5m de largura e passagem para pedestres. O Governo Federal vai investir R$ 113 milhões na obra, que tem prazo de três anos para ser concluída e deve gerar na sua fase inicial 180 empregos diretos.

Outras travessias - Ainda entre os municípios de Três Lagoas/MS e Castilho/SP existe outra ponte, que é exclusiva do transporte ferroviário.

Mais ao sul, a ponte rodoviária Maurício Joppert liga a BR-267 em Bataguassu/MS à SP-270 (Raposo Tavares) em Presidente Epitácio/SP. Na OAE de 2.550 metros o DNIT executa obras de restauração, com investimento de R$ 24 milhões até o próximo ano.

A segunda ligação fica entre os municípios de Brasilândia/MS e Paulicéia/SP. Com 1,705 metros de comprimento ela liga a BR-158 à SP-294.

A outra ligação entre os dois estados atende a dois modais de transporte. A ponte rodoferroviária fica entre os municípios de Aparecida do Taboado/MS e Santa Fé do Sul/SP. Com quatro quilômetros de extensão, ela faz o entroncamento da BR-436 com a SP-329 (Euclides da Cunha).

Nenhum comentário:

Postar um comentário