terça-feira, 25 de abril de 2017

Bolívia quer usar logística de Rondônia para ampliar importações e exportações para o mundo

17/04/2017 - Ariquemes Online

Em que pese não ser uma visita oficial, portanto, sem uma pauta definida, o vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira, recebeu, em seu gabinete no Palácio Rio Madeira, o ministro da Defesa da República da Bolívia, Reymi Ferreira Justiniano, com quem tratou de assuntos econômicos variados, em especial sobre a abertura de um corredor de exportações capaz de integrar o País vizinho ao mercado mundial. 

Em quase duas horas de uma amistosa conversa, eles trataram da possibilidade do incremento e melhoria das relações comerciais entre a Bolívia e Rondônia, destacando as necessidades de cada um e o compromisso de ampliar essas relações. Três temas básicos nortearam o diálogo entre as autoridades: O transporte de madeira e castanha da Bolívia até o porto de Porto Velho, a importação de combustível venezuelano para a Bolívia utilizando a estrutura de logística de Rondônia e a importação de sal da Bolívia. 

A impressão que ficou foi a melhor, como bem disse o ministro boliviano. Se confirmada a utilização da rota rondoniense para o transporte de combustível da Venezuela, os custos e o tempo serão reduzidos consideravelmente, tendo em vista que atualmente para chegar à Bolívia o combustível venezuelano enfrenta todo o percurso da costa do Oceano Atlântico, passando pela Argentina até seu destino no País vizinho, revelando num desperdício enorme de tempo e dinheiro. 

O ministro que visitou também o porto organizado de Porto Velho (Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia – Soph) – e pôde acompanhar por vídeo o embarque, desembarque e a exportação de uma carga de madeira boliviana, mostrou-se satisfeito com toda a estrutura e com os níveis de segurança das cargas, levando-o a reconhecer a oportunidade e a possibilidade concreta de escoar pelo Brasil (Rondônia) seus produtos exportáveis. 

Pelo lado rondoniense, o vice-governador Daniel Pereira vislumbrou a possibilidade da importação de sal do País vizinho, destacando o nível de consumo rondoniense para complementar a alimentação bovina de mais de 14 milhões de cabeças – sal e nutrientes minerais. Falou também da perspectiva de mercado que se abre na Bolívia, que pode importar de Rondônia uma série de bens e serviços, a começar pelo calcário, fertilizantes, máquinas e implementos agrícolas, entre outros, consolidando e ampliando assim as relações comerciais entre ambos. 

Disse também que a ampliação dessas relações, entre tantos benefícios, propicia ainda uma espécie de intercâmbio de conhecimento, que pode levar e trazer estudantes e especialistas de ambos os lados para realização de estudos e estágios nas mais diversas áreas de conhecimento, de modo que seja importante e proveitoso econômico e culturalmente para Rondônia e a Bolívia. 

RONDÔNIA RURAL SHOW 

Depois de ver um vídeo sobre recursos e potencialidades de Rondônia, o ministro Reymi Ferreira Justiniano foi convidado por Daniel Pereira a participar da 6ª Rondônia Rural Show, que será realizada de 24 a 27 de maio, em Ji-Paraná. O vice-governador pediu ao ministro que levasse também o convite ao presidente Evo Morales. 

Daniel Pereira disse que irá a Brasília para formalizar o convite ao embaixador boliviano do Brasil, José Kin, de modo que tanto o presidente Evo Morales, como seus ministros da Agricultura e Comércio Exterior possam conhecer a Rondônia Rural Show, e assim melhorar e ampliar as relações comerciais entre Brasil e Bolívia via Rondônia.

http://www.abifer.org.br/Noticia_Detalhe.aspx?codi=21958&tp=1

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Licitação para requalificar e duplicar BR-104 será realizada em março

04/02/2017 - G1 PE

Adiamento do processo ocorreu devido a um pedido do Tribunal de Contas.

Obra vai beneficiar cidades de Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe.

Do G1 Caruaru

Falta de iluminação não é resolvida em trecho urbano da BR-104 em Caruaru (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)
Falta de iluminação não é resolvida em trecho urbano da BR-104 em Caruaru (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)

A licitação da revitalização e complemento da duplicação na BR 104, no Agreste de Pernambuco, foi adiada para o dia 2 de março. De acordo com informações repassadas pela secretaria de transportes de Pernambuco, o procedimento que iria ocorrer no dia 26 de janeiro foi adiado por quetões burocráticas, a pedido do Tribunal de Contas.

Em Caruaru, que já tem a rodovia duplicada no perímetro urbano, o principal problema é a iluminação. A obra contempla a requalificação de 13 quilômetros e duplicação da rodovia no trecho que vai de Torirama ao Distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, também, no Agreste.
A ação corta as três cidades que fazem parte do Polo de Confecções do Agreste - Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe.O valor da obra é de R$ 90,5 milhões.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Governo de MT lança duplicação da Estrada da Guia

31/01/2017 - Portal Amazônia, com informações do Governo de MT

A Estrada da Guia será duplicada entre o entroncamento com a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251)
jornalismo@portalamazonia.com

O Governo do Estado lança nesta quarta-feira (1º), a duplicação do perímetro urbano da Rodovia Arquiteto Helder Cândia (MT-010), na saída de Cuiabá para a região Norte. O ato também marca o início da construção de uma trincheira de 365 metros, localizada no entroncamento entre a 'Estrada da Guia' e a 'Estrada da Chapada'. 

Com o início desta obra, pela primeira vez na história a Baixada Cuiabana terá três duplicações sendo executadas simultaneamente. Isso porque, além da obra na MT-010, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) já tem trabalhado nas duplicações das rodovias Emanuel Pinheiro (MT-251) e Palmiro Paes de Barros (MT-040), que conectam a Capital aos municípios de Chapada dos Guimarães e Santo Antônio de Leverger, respectivamente.

Estrada será duplicada em Cuiabá. Foto:Divulgação/Sinfra-MT 

Estrada da Guia

O governador Pedro Taques autorizou Sinfra a executar, por meio do programa Pró-Estradas, a duplicação de 4,9 km do perímetro urbano da Rodovia Arquiteto Helder Cândia (MT-010), a popular Estrada da Guia. A região é uma das que mais crescem em Cuiabá.

Serão investidos mais de R$ 30 milhões em recursos do Pró-Turismo, programa gerido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT). A rodovia vai ter uma concepção moderna de engenharia, com previsão de construção de rotatórias e uma ciclovia no canteiro central. A obra deve ser finalizada em 2018.

A Estrada da Guia será duplicada entre o entroncamento com a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251) e o trevo de acesso ao Rodoanel, que também terá a obra licitada em 2017.

A primeira fase de obras consiste em executar a recuperação funcional do atual pavimento da rodovia, que há muitos anos não recebia a manutenção devida. Em paralelo, será executada a duplicação no sentido Rodoanel-Cuiabá.

Nesta gestão, a Sinfra também executou a revitalização de outros 90 km da rodovia Helder Cândia, até a cidade de Rosário Oeste.

Trincheira Moderna

Será iniciada também a construção de uma trincheira de 365 metros de comprimento com 7.311 m². Ela será construída no entroncamento da 'Estrada da Guia' com a 'Estrada da Chapada'.


Obras serão feitas nas estradas do Estado. Foto: Reprodução/Governo-MT


A trincheira vai desafogar o trânsito no local, que é uma das principais saídas da Capital para a região norte do estado. Serão investidos mais de R$ 25 milhões na obra, com previsão de entrega também para o final de 2018.

Uma das principais rotas turísticas do Estado, a rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), a popular Estrada de Chapada, está com as obras em ritmo acelerado.

Com a previsão de ser concluída no final de 2017, a duplicação vai contemplar 3,6 quilômetros da pista, do entroncamento da MT-010 (Atacadão) até o trevo de acesso ao bairro Jardim Vitória (Fundação Bradesco).

Ao longo da duplicação das pistas, serão construídas uma ciclovia no canteiro central e quatro rotatórias. Serão investidos mais de R$ 23 milhões.

Na Estrada da Chapada, a Sinfra também já reconstruiu 10 km de asfalto, entre o trevo que dá acesso ao Lago do Manso e o Balneário Mutuca, que era considerado o pior trecho da via. Agora, o asfalto é de sete centímetros e com qualidade.  

Estrada para Leverger

Ainda dentro do pacote de obras do Pró-Estradas, está a duplicação da rodovia Palmiro Paes de Barros (MT-040), que já tem fomentado o fluxo turístico da região, e é uma porta de entrada para o Pantanal mato-grossense.

A obra corresponde a 23,16 quilômetros de duplicação, que vai do Cemitério Parque Bom Jesus até a entrada do município.

Além disso, está sendo recuperada a pista antiga, que se encontrava totalmente esburacada devido à má conservação de gestões anteriores. A expectativa é que a obra, de R$ 21 milhões, seja finalizada em dezembro de 2017.

Pró-Estradas Vale do Rio Cuiabá

Estas obras fazem parte do programa Pró-Estradas/Vale do Rio Cuiabá, um pacote de 66 intervenções em rodovias estaduais, com previsão para quatro anos, de investimento superior a R$ 1 bilhão oriundos de diversas fontes de recursos. As ações vão impactar diretamente a vida de 900 mil habitantes de 13 municípios.

O lançamento das obras marca os 70 anos da Sinfra-MT, que foi fundada em 30 de novembro de 1946 como Comissão de Estradas de Rodagem (CER-MT), conforme Decreto Lei 799/1946, na gestão do então governador José Marcelo Moreira.