sexta-feira, 28 de julho de 2017

Presidente da AMM defende conclusão da BR-242 em audiência pública

28/07/2017 - Folha Max

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios - AMM, Neurilan Fraga, participou nesta sexta-feira (28) da audiência pública em prol da conclusão das obras de pavimentação da BR-242, no trecho que liga Santiago do Norte ao município de Querência. A reunião ocorreu no município de Nova Ubiratã, às margens da rodovia federal, e contou com a participação de 11 prefeitos da região, do governador Pedro Taques, do diretor de infraestrutura do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antonio Garcia, deputados estaduais e federais, vereadores e outras autoridades regionais.

Na ocasião, Neurilan defendeu a realização de uma caravana municipalista para que os prefeitos do Vale do Araguaia, Norte e Médio Norte conheçam de ponta a ponta essa importante via de escoamento. “Os prefeitos precisam participar dessas iniciativas, pois estão na ponta e conhecem as dificuldades enfrentadas pelos produtores rurais”, destacou.

Fraga também afirmou que é importante investir na integração rodoviária das regiões do estado. “Precisamos integrar as regiões para garantir o desenvolvimento do estado. Precisamos ligar o Araguaia às demais regiões produtoras, viabilizando o escoamento da nossa produção pelas rodovias e pela ferrovia de Goiás dando mais uma alternativa para a chegada até os portos do Atlântico”, frisou.

A audiência foi organizada pela Comissão Permanente Pró BR-242, que conta com a participação de lideranças políticas dos municípios de Sorriso, Nova Ubiratã, Ipiranga do Norte, Paranatinga, Itanhangá, Canarana, Gaúcha do Norte, Querência, Brasnorte e dos distritos Parque Água Limpa e Santiago do Norte. Nesta manhã, eles também realizaram um ato simbólico em prol da conclusão das obras, com uma interdição temporária da rodovia.

O prefeito de Nova Ubiratã, Valdeni dos Santos, agradeceu a presença do presidente da AMM que representou os 141 municípios na audiência. Valdeni explicou que o objetivo da reunião foi discutir os motivos que levaram à paralisação da obra e sensibilizar o governo federal para a importância desta rodovia para o desenvolvimento econômico da região. “A BR-242 é uma das mais importantes rotas de escoamento de grãos do país interligando Mato Grosso aos principais portos do Norte do país, como Miritituba no estado do Pará e Itaqui no Maranhão. Se concluída, ela será uma rota alternativa para exportação das commodities, fomentando a produção agrícola na região”, ressaltou.

O diretor de Dnit, Luiz Antonio Garcia, garantiu que a rodovia 242 é tratada como prioridade pelo ministro dos Transportes, Maurício Quintella. Ele contou que as obras estão incluídas no Programa Avançar, do Ministério dos Transportes. Sobre as oito pontes previstas no traçado, Garcia disse que o departamento conseguiu na semana passada as licenças ambientais necessárias para tocar as obras, que já estão contratadas e contam com recursos do orçamento da União. “A previsão é que a rodovia seja concluída até o final de 2018”, revelou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário